Ocorreu um erro neste gadget

Feliz Natal

domingo, 23 de março de 2008

Questóes de multipla escolha-História Quimica Integrada

Questões de multipla escolha
História
01. Muitos historiadores discutem, ainda hoje, a
cientificidade do conhecimento histórico; a questão
está longe de ser resolvida sem conflitos. Sobre esta
discussão é incorreto afirmar que:
A) a História pode ser tratada como ciência na
medida em que se utiliza de metodologia
científica e tem um objeto de estudo que lhe é
característico.
B) como argumento contrário à cientificidade da
História se inclui o seu pequeno grau de
generalização.
C) os positivistas defendem a cientificidade da
História a partir da ligação indissolúvel entre o
documento e o fato.
D) há quem afirme que a História é uma ciência em
construção, criando seus próprios métodos a
partir de outras ciências.
E) a cientificidade da História se evidencia no uso
constante do método experimental para análise
dos fatos passados.
02. O fato histórico é o objeto do conhecimento histórico,
também chamado de evento pelo historiador Paul
Veyne, representa o foco de pesquisa, estudo e
reflexão. Sobre o fato histórico, é incorreto afirmar
que:
A) é passível de ser repetido, na medida em que é
também um fato social, o fato histórico pode ser
analisado inúmeras vezes.
B) por ter simultaneamente várias causas, o fato
histórico possui complexidade.
C) não existem fatos históricos sem conseqüências
sobre o presente: a mudança e a transformação
acompanham o processo histórico.
D) a irreversibilidade significa a impossibilidade de
se alterar o fato histórico.
E) a singularidade é uma das características do fato
histórico
03. O tempo é um referencial indispensável para o
historiador; pode se dizer que História é o “estudo dos
fatos passados vistos numa sucessão temporal”.
Sobre o tempo histórico é possível afirmar que:
A) o conceito de tempo histórico se confunde com o
conceito de tempo físico.
B) Santo Agostinho trabalhou a concepção de tempo
como a da organização da memória através da
existência dos indivíduos.
C) os fatos históricos se repetem; por isso, o tempo
não é tão importante na análise dos fatos
históricos.
D) os gregos tinham uma noção linear do tempo
histórico e assim, para eles, não haveria
mudanças significativas na História.
E) foram os historiadores cristãos que
desenvolveram a noção de tempo cíclico para a
História.
04. Muito se tem falado da interdisciplinaridade que deve
existir entre as ciências. Em relação à História esta
interdisciplinaridade se efetua conforme se lê abaixo,
exceto na alternativa.
A) A Geografia ajuda o historiador a localizar o fato
no espaço físico e a influência deste espaço no
evento histórico
B) A História, como todas as outras ciências, está
subordinada ao conhecimento matemático sem o
qual seria impossível compreender as mudanças
estruturais do processo histórico.
C) A Política organiza o poder e o historiador usa
conceitos políticos para investigar a origem do
Estado e das formas de governo.
D) A Economia quantifica os fenômenos de
produção de uma sociedade, ajudando os
historiadores a caracterizarem os modos de
produção.
E) A Filosofia auxilia o historiador a desenvolver
métodos e visão crítico-interpretativa.
05. Certos conhecimentos estão de tal modo associados à
História que fazem parte integrante do arsenal cultural
do historiador. Sobre as disciplinas auxiliares da
História pode se firmar que:
A) a numismática estuda a origem dos números e,
com eles, o nascimento da escrita.
B) a diplomática estuda os documentos produzidos
a partir do surgimento das universidades
medievais.
C) a epigrafia estuda as escritas antigas apostas em
materiais duráveis como cerâmica ,madeira ,
metal, pedra.
D) a heráldica estuda as eras históricas e, por
extensão todas as divisões temporais para
repartir o processo histórico.
E) a sigilografia descreve a tradução dos segredos
que encobriam determinados fatos históricos.
06. Ao longo dos séculos, historiadores escrevem sobre o
passado. Sobre este assunto, se ocupa a
historiografia, que:
A) estuda as origens dos fatos históricos e a
influência do pensamento sofista entre os
historiadores.
B) critica os historiadores que buscaram explicações
religiosas para os fatos históricos, desprezando
os textos escritos por tais autores.
C) concorda com a idéia segundo a qual os homens
são iguais em todas as épocas e produzem
sempre a mesma história.
D) analisa a obra dos vários historiadores e procura
compreendê-la à luz do tempo em que foi escrita
e o conjunto de determinantes e variáveis que
nela influíram.
E) discorda da análise temporal das obras
historiográficas, enfatizando as narrativas míticas
e personalistas.
07. A historiografia clássica tem como duas características
marcantes:
A) o teocentrismo mítico e o ceticismo moderado.
B) a noção de tempo cíclico e a valorização dos
eventos políticos.
C) o racionalismo dogmático e o hedonismo
mitigado.
D) o atemporalismo cronológico e idealismo
metafísico.
E) a luta de classes e as transformações
econômicas.
08. Na historiografia medieval:
A) houve um desprezo acentuado pela visão
teocêntrica de mundo privilegiando-se o
agnosticismo.
B) valorizou-se excessivamente o antropocentrismo
como forma de superar a influência do papado na
cultura.
C) a visão teocêntrica dominou as obras, se bem
que alguns autores buscariam um viés racional
para os acontecimentos.
D) foi alcançado o equilíbrio entre o poder temporal
e o espiritual, de forma que o papa estava
submetido à nobreza feudal.
E) buscava-se meio - termo entre a fé e a razão,
ainda que esta última dominasse a temática
histórica.
09. Os marxistas trouxeram inúmeras contribuições para
os estudos historiográficos do século passado e do
século atual. Assim é incorreto dizer que:
A) o materialismo histórico representaria o conjunto
de transformações ocorridas no meio social.
B) o materialismo dialético baseia-se na concepção
de contradição e superação entre partes .
C) a luta de classes contrapõe explorados e
exploradores dentro do contexto econômico.
D) a criação de um estado proletário se daria a partir
de uma luta armada iniciada pela burguesia
contra seus opressores.
E) a ideologia seria o cimento que uniria, através de
concepções abstratas a sociedade.
10. Das afirmativas abaixo, uma não é tendência na
historiografia contemporânea (1930-...).
A) A historiografia organicista, de Splenger e de
Toynbee, descrevendo o processo histórico de
forma evolutiva.
B) A Escola dos Annales, com Bloch, Febvre,
insistindo na interdisciplinaridade e na criação de
uma História aberta a outras ciências.
C) A Nova História com a valorização das
mentalidades, a concepção de micro-história e de
gênero.
D) A valorização da História Oral e da cultura
popular como fonte para a História dos
Oprimidos.
E) A Escola Heróica, atribuindo ao personagem, ao
herói histórico, a autoria e o desencadear do
processo histórico.
11. Sobre alguns aspectos relacionados à evolução do
Homo Sapiens, analise as proposições a seguir:
1) O trabalho desempenhou um papel fundamental
no processo de transformação do primata em
homem.
2) As principais características do homem são: a
postura ereta, os braços livres e as mãos
prensoras, o cérebro pensante, a linguagem
articulada e a visão de focalização penetrante.
3) A passagem da economia coletora para a
economia produtora assinalou a transição do
Neolítico para o Paleolítico.
Está(ão) correta(s):
A) 1 apenas
B) 1 e 2 apenas
C) 1 e 3 apenas
D) 2 e 3 apenas
E) 1, 2 e 3
12. Entre as principais transformações ocorridas no
período neolítico destacam-se:
A) a economia coletora, a organização em bandos, a
descoberta do fogo.
B) o desenvolvimento da metarlugia e o surgimento
das cidades baseadas na indústria e no
comércio.
C) o desenvolvimento da agricultura e da
domesticação dos animais, a previsibilidade na
produção de alimentos, o surgimento da
propriedade privada e das classes sociais.
D) os artefatos de pedra lascada, o culto aos mortos
e a magia simpática.
E) o aparecimento da Australopitecus e do
Pitecantropus erectus.
13. São características da Idade dos Metais:
A) a economia produtora baseada na agricultura e
no pastoreio.
B) a fabricação de instrumentos de pedra polida.
C) a economia natural, baseada na coleta, na caça e
na pesca.
D) a formação dos clãs, aldeias e tribos
E) a desenvolvimento da metalurgia e o surgimento
das cidades.
14. Assinale a alternativa correta sobre a idéia de que a
História inicia-se com a invenção da escrita, sendo o
período anterior denominado de Pré-História.
A) Esta afirmação não encontra qualquer
contestação por parte dos historiadores, que
acreditam que todas as culturas evoluem para a
escrita.
B) A História e a Pré-História só podem se
diferenciar pelo critério da escrita. Logo, aqueles
historiadores que não concordam com este
critério estão presos a uma visão teológica da
história.
C) A escrita não pode ser considerada como critério
para distinguir a Pré-História da História, pois o
aspecto econômico é considerado um critério
muito mais importante.
D) Os historiadores que defendem a escrita como
único critério que diferencia a pré-história da
história, reafirmam a tradição positivista da
história.
E) Os únicos historiadores que defendem a escrita
como critério são os franceses, em razão da
influência da filosofia iluminista.
15. Sobre o surgimento da agricultura e seu uso intensivo
pelo homem, pode-se afirmar que:
A) foi posterior, no tempo, ao aparecimento do
Estado e da escrita;
B) ocorreu no Oriente Próximo (Egito e
Mesopotâmia e daí se difundiu para a Ásia (índia
e China), Europa e, a partir desta, para a
América;
C) como tantas outras invenções, teve origem na
China, de onde se difundiu até atingir a Europa e,
por último, a América;
D) ocorreu, em tempos diferentes, no Oriente
Próximo (Egito e Mesopotâmia), na Ásia (Índia e
China) e na América (México e Peru).
E) de todas as invenções fundamentais, foi a que
menos contribuiu para o ulterior progresso
material do homem
16. Sobre as civilizações orientais é incorreto afirmar que:
A) as atividades artísticas, literárias e científicas dos
povos orientais caracterizaram-se por sofrer
influência dominante da religião e do Estado.
B) uma das grandes contribuições dos
mesopotâmicos para as civilizações futuras foi a
criação de um sistema de leis conhecido como
Código de Hamurabi.
C) as primeiras civilizações orientais legaram para a
humanidade a instituição do Estado.
D) a estreita ligação entre o poder político e a
religião foi uma característica constante entre a
maioria dos povos orientais.
E) as primeiras civilizações surgiram às margens do
mar Mediterrâneo.
17. Parte da geração da riqueza do Nilo estava ligada às
enchentes do rio Nilo, que propiciavam uma excelente
agricultura na época da vazante. Todas essas terras
que margeavam os rios eram:
A) divididas em pequenos lotes e vendidas aos
camponeses.
B) de propriedade do Estado
C) cultivadas pelos sacerdotes
D) grandes propriedades pertencentes à nobreza
egícia
E) formadas por pequenas propriedades
pertencentes aos felás
18. Sobre a economia do Egito Antigo, podemos afirmar
que:
A) foi organizada a partir da existência de
propriedade privada
B) a criação de gado e a mineração eram as
principais atividades econômicas egípcias.
C) havia profunda intervenção do Estado na
organização da produção.
D) o comércio era altamente desenvolvido, devido à
facilidade de comunicação com o exterior.
E) a proximidade com o mar Mediterrâneo permitiu
aos egípcios desenvolverem o comércio
marítimo.
19. Quanto aos fenícios pode-se afirmar:
A) caracterizavam-se pelo militarismo e
expansionismo.
B) constituíram a única civilização monoteísta do
Oriente Antigo.
C) possuíam unidade política e um Estado
centralizado.
D) organizavam-se em cidades-estados autônomas.
E) sua economia era basicamente agrícola e
pastoril.
20. Entre os povos do Oriente Médio, os hebreus foram os
que mais influenciaram a cultura da civilização
ocidental, uma vez que o cristianismo é considerado
como uma continuação das tradições religiosas
hebraicas: A partir do exposto, assinale a alternativa
incorreta.
A) Originários da Arábia, os hebreus constituiram
dois reinos: o de Judá e o de Israel, na Palestina.
B) As guerras geraram a unidade política dos
hebreus. Esta unidade se firmou primeiro em
torno dos juízes e, depois, em volta dos reis.
C) Os profetas surgiram na Palestina por volta dos
séculos VIII e VII a.C. quando ocorreu uma onda
de protesto dos trabalhadores contra os
comerciantes.
D) A religião hebraica passou por diversas fases,
evoluindo do politeísmo ao monoteísmo difundido
pelos profetas.
E) Os hebreus se organizaram social e
economicamente com base na propriedade da
terra, o que deu início à diáspora.
21. Sobre as transformações econômicas ocorridas na
Península Ibérica com a colonização romana, assinale
a alternativa incorreta.
A) As comunicações e o comercio foram melhorados
com a construção de estradas pelos romanos na
Península Ibérica.
B) Cinco estradas principais foram complementadas
com estradas secundárias para facilitar a
comunicação com os lugares mais afastados da
‘Hispania’ romana.
C) Desde o século II, o triunfo do campo sobre as
cidades converteu as vilas nos pulmões da nova
ordem econômica na Península Ibérica.
D) Carteia, porto conhecido dos antigos escritores
gregos viveu uma transformação urbanística com
a chegada de colonos romanos no século II.
E) O vale do Ebro foi uma das regiões menos
romanizada da ‘hispania’ devido a forte presença
grega.
22. São províncias romanas criadas na Península Ibérica
no século I a.C:
A) a Hispania Citerior e a Hispania Ulterior;
B) a Galícia e a Lusitânia;
C) a Tarraconensis e a Lusitânia;
D) a Bética e a Lusitânia;
E) a Hispania e a Bética
23. Diferentes povos viviam na Península Ibérica antes da
invasão e colonização romana. Marque abaixo a
alternativa que não diz respeito a povos existentes na
Península Ibérica antes da presença romana.
A) Celtas e Cantábricos,
B) Galaicos e Astures;
C) Etones e lusitanos;
D) Visigodos e Celtíberos;
E) Titos e Belos.
24. Reinos medievais na Península Ibérica mantiveram
suas fronteiras com base em guerras, políticas de
alianças e conflitos. Sobre os domínios de Leovigildo
na Península, é correto afirmar que:
A) foi o mais poderoso rei dos suevos na península
do século IIII.
B) fez parte do poderoso reino dos francos com
domínios na península.
C) o reino visigodo de Leovigildo se estendeu de
Toledo até regiões do Norte e do Sul da
Península Ibérica.
D) durante a Idade Media, foi o reino com menor
quantidades de terra de toda a Península.
E) seus domínios limitavam-se à região dos montes
Cantábricos. Estes localizados ao Norte da
península, onde os romanos dominaram.
25. Sobre Al Andaluz, termo que designa a província
islâmica na Península Ibérica, é correto afirmar que:
A) foi a primeira província islâmica localizada ao
norte da península.
B) foi uma região de muitas lutas desde o inicio da
conquista islâmica da península.
C) corresponde a região onde só viviam árabes,
berberes e judeus.
D) era uma das regiões pobres do período medieval
devido a falta de atividades econômicas que a
desenvolvesse.
E) tratava-se de um província islâmica onde o poder
sempre esteve em mãos de mozárabes.
Postado por Anita Leocadia às 18:44 0 comentários

3 comentários:

genio12 disse...

Os historiadores estudam o passado, porque é correto afirmar que a história e uma ciencia do presente?

falajoseph disse...

Oi. porfavo onde pego o gabarito??

Micael Souza disse...

e o gabarito??